12 julho 2014

Globo: Não é moda e David Luiz está atrasado


Olá Leitoras(es), estou eu hoje passeando pela net quando me deparo com uma matéria no site da globo, com o seguinte título: 

"Para desespero dos cabeleireiros, cachinhos de David Luiz viram moda entre brasileiros" 

Logo eu pensei: David Luiz? Moda?
Leiam a matéria abaixo e vamos discutir um pouco sobre isso para desconstruir esse conceito de moda e de que ela surgiu após o aparecimento de David Luiz com seus cachos. 




Primeiro, vamos a foto de David Luiz com a seguinte legenda:


 "David Luiz, o fenômeno capilar da Copa do Mundo de 2014 - AFP"





Ao ler essa legenda fiquei intrigada com esse, "Fenômeno capilar" e me pergunto quais critérios foram usados para considerar justamente o David Luiz, branco, com cachos abertos, soltos, como fenômeno capilar sendo que temos o Marcelo, o Willian, o Dante, também com cabelos com cachos, diferente do de David Luiz, claro, mas que também possuem sua beleza. Porque será que somente o David Luiz foi escolhido para essa matéria?? 
E mais, escolhido para ser o responsável por decretar a moda dos cachos no Brasil??  
Opa, como assim? 
Vamos desconstruir essa ideia. 
Comecei a entrar em contato com o mundo dos cabelos naturais em 2012, isso quer dizer que já tinham muitas pessoas trabalhando nesse movimento e influenciando outras pessoas a assumirem e cuidarem de seus cabelos crespos cacheados. 
Abaixo, cito algumas Vlogueiras e Blogueiras que, muito antes do David Luiz sonhar em ser famoso, já eram ativas no movimento crespo cacheado: 





Rosangela 4 anos com cabelo natural
Blogueira e Vlogueira, já faz vídeos e fala sobre cabelos crespos e cacheados há 4 anos. 


Fabiana Lima, Vlogeira já assumiu seu cabelo crespo e cacheado há mais de 2 anos e trabalha incentivando outras mulheres na valorização de seu cabelo crespo. 


Michele Shirai, Vlogueira, faz vídeos sobre cabelos crespos cacheados há 2 anos. 

Nesse mundo crespo, existem muitas colegas vlogueiras e blogueiras que trabalham ativamente em prol de incentivar outras mulheres a assumirem seus cabelos crespos cacheados. 
Portanto, globo, o David Luiz não é nenhum pioneiro em incentivo para ter cachos, até porque ele usa os cachos dele porque gosta e não o vejo envolvido em questões de valorização do cabelo crespo. 
Outra ideia que precisamos desconstruir e que a mídia, principalmente a Globo, insiste em enfatizar é que ter cabelos cacheados ou black é moda. Isso chega e irritar, de tão insistentes que eles são nesse assunto. 
Já falamos e repetimos a todo momento que o movimento que vem crescendo não é moda, ele surgiu com as norte americanas e atingiu o Brasil com força. 
Mas dentro dos grupos nas redes sociais, nos encontros entre as participantes, nos vídeos, páginas e blogs a discussão que é agregada a assumir o cabelo crespo e cacheado é a de Identidade Capilar. Não é estilo, não é fenômeno, muito menos moda. Unimos uma discussão política, estética política e passamos a construir de dentro para fora o que eu chamo de Consciência Crespa. 
Essa consciência está incluída na construção da consciência negra e por isso discutimos que precisamos amar nosso cabelo crespo, sentir que ele faz parte de nós, de nossa história e que incomoda a uma sociedade elitista que dita uma estética branca. 
Com isso vem a mídia querer se apoderar do nosso movimento chamando-o de moda para enfraquecê-lo. Oras, se fosse moda não estaria durando tantos anos e crescendo, mais e mais, porque junto com "essa moda" cresce a força da mulher negra, cresce o conhecimento de quem se é, cresce a coragem de enfrentar o preconceito e o racismo que está embutido nas agressões contra nosso cabelo crespo. 
Portanto, queremos sim que os cabeleireiros tenham prejuízos com seus alisamentos, vamos continuar dizendo não ao que nos agredi, ao que nos transforma em quem não somos. Mas queremos mais que isso, queremos que junto com os prejuízo esses profissionais abram o olho, percam seus preconceitos e medos e se especializem em cabelo crespo natural, se unir a nós seria muito mais vantajoso para eles.     
Vamos continuar dizendo NÃO a qualquer ditadura. O cabelo de David Luiz não é melhor do que o de Willian, por que tem cachos abertos e balança, não é nenhum fenômeno e não é moda para milhões de mulheres e homens que se assumem como são. 

NÃO A DITADURA DE CABELO LISO
NÃO A DITADURA DE CABELOS CACHEADOS SOLTOS

Não adianta a mídia continuar tentando derrubar nosso movimento, ele já criou raízes e só dá frutos, frutos bons, seguros e conscientes.
Não vai passar nada por nós, nada!